Os Reis Magos, embora tenham uma aparição muito breve na Bíblia, são personagens que ganharam muita significância dentro da tradição católica, sendo comemorado no dia 06 de janeiro o Dia de Reis – data em que, provavelmente, se deu a visita dos Magos ao Menino Jesus.

No texto bíblico, a única citação aos Magos acontece no Evangelho de São Mateus, em que os Magos vindos do Oriente buscavam o Messias que acabava de nascer. Dessa forma, foram até o Rei Herodes perguntar sobre o paradeiro do recém-nascido. Herodes sente seu reino ameaçado diante do nascimento de um novo Rei que deveria governar Israel, sendo assim, pede que os Magos continuem buscando pelo menino, e que, quando o encontrassem, avisassem para que o próprio Herodes também prestasse sua reverência.

Na verdade, Herodes pretendia matar o Messias antes que ele crescesse e seu governo começasse, deste modo os Magos continuaram sua busca até que localizaram o menino Jesus junto de Maria e naquele local lhe prestaram homenagem e entregaram presentes.

Foram dados a Jesus ouro, incenso e mirra, e cada um dos presentes possuía um significado:

  • o ouro demonstrava a nobreza do novo Rei;
  • o incenso era o símbolo do sacerdócio; e
  • a mirra era uma pomada usada para embalsamar os corpos dos falecidos, anunciando naquele momento a Morte e Ressureição de Jesus.

No Bíblia, não se diz os nomes desses Magos, nem exatamente de onde vieram. Todavia, o mais importante dessa passagem é o exemplo que nos traz: os Magos eram reis em suas terras, e saem do conforto de seus reinos em busca da salvação.

Que neste dia da Epifania do Senhor sigamos o exemplo dos Reis Magos, e larguemos nosso comodismo para buscar a Deus!

 

Wallyson F. Lira

Paróquia Nossa Senhora das Dores

Diocese de Crato – CE