“A cruz sagrada seja a minha luz.”

 

Imagine esta narrativa: Você é um jovem chamado Bento, talvez Bentinho para os íntimos, está próximo de ser enviado por seus pais para estudar Filosofia na Cidade Eterna, perto de Roma. Vamos imaginar um império romano praticamente largado às traças, ou melhor, decadente. Só que você, querido Bento, faz parte da nobreza, tem muitos bens e sua nobre família só quer que você estude bastante e construa o seu projeto de vida. Só que você foi além de tudo isso. Imaginou? Então, volte para a realidade e vamos conhecer a vida de São Bento de Núrcia, o nosso santo de hoje. 

Bento, ao chegar na Cidade Eterna, confirmou o que todos os livros didáticos abordariam vários séculos depois: Roma estava diante da decadência (moral e espiritual), por isso ele resolveu abandonar todos os projetos humanos e se retirou  nas montanhas da Úmbria. Isso tudo por influência de um eremita que o levou para uma gruta conhecida como gruta santa. Essa gruta ficava distante da cidade, no monte de Subíaco. Neste pequeno universo, Bento aprendeu tudo sobre a vida de eremita e dedicou seu tempo às orações e aos estudos durante três anos, sem contato com qualquer pessoa a não ser o eremita, que levava alimentos ao jovem.

Era comum as pessoas passarem pela gruta e pedirem orações e conselhos a São Bento. Em virtude disso, ele foi chamado para ser membro superior do convento de Vicovaro. Mas o jovem não parou por aí, ele conseguiu fundar 12 mosteiros. Os monges seguiam a conhecida Regra de São Bento, que é um livro de 73 capítulos escritos pelo próprio santo, com instruções para uma vida monástica.

A oração, o recolhimento, o silêncio, o trabalho, a obediência e a caridade são os principais fundamentos do livro. Dessa forma, nasceu a Ordem dos Beneditinos ou Ordem de São Bento. É também de São Bento a máxima “Ora et labora”, na qual considera a vivência em comunidade uma premissa para o sucesso no trabalho.

Bento faleceu aos 67 anos. Em 1220, foi canonizado e é considerado o padroeiro da Europa e dos arquitetos. Porém, devido a sua fé e determinação, ele é comumente evocado em situações como sequestros, alcoolismo, brigas em família, inveja e olho gordo. 

Agora, vamos imaginar outra narrativa: Você é um (a) jovem seguidor (a), está neste momento indeciso (a) sobre o seu projeto de vida, não sabe para onde ir, ou seja, está perdidinho (a), se sentindo um império romano em decadência. Então, jovem, o conselho de hoje é seguir os mandamentos de São Bento: Ore e trabalhe! Ore e estude! Ore e trace metas para a sua vida. Ore e obedeça aos seus pais. Ore e assista a um vídeo na internet. Ore e revise conteúdos. Ore e faça provas. Ore e realize os seus sonhos mais bonitos! Ore e , assim como São Bento, não se esqueça de viver em comum união com as pessoas e com Deus!

São Bento, rogai por nós!

 

 

Andra Martins Ribeiro

Paróquia Nossa Senhora da Conceição

Campos Belos –Goiás

Diocese de Porto Nacional -TO

 

Para saber mais: 

Medalha de São Bento e seu poder de proteção

Considerada como um objeto sagrado e com grande poder de proteção contra o mal, a medalha de São Bento tem escrituras em latim e traz uma cruz que contém as iniciaisC.S.S.M.L., que significa “A cruz sagrada seja minha luz” e N.D.S.M.D., que quer dizer “Não seja o dragão meu guia”. Ao redor do símbolo sagrado, estão as letras C.S.P.B., ou seja, “Cruz do Santo Padre Bento”.

Já no topo da medalha de São Bento, está escrito a palavra Pax, que significa “paz”. No círculo em volta do símbolo estão as letras V.R.S.N.S.M.V., que quer dizer “Retira-se, Satanás, nunca me aconselhes coisas vãs” e também as letras S.M.Q.L.I.V.B., que diz “É mau o que me ofereces, bebe tu mesmo os teus venenos”

 

Referências: 

  1. https://santo.cancaonova.com/santo/sao-bento/
  2.  https://www.terra.com.br/vida-e-estilo/horoscopo/dia-de-sao-bento-conheca-as-oracoes-de-protecao-do-santo,d452d2eb8254ae3e72397984b4be5f2faj2s2jyt.html